Sopa da Fada Madrinha

« – Vai ao jardim e traz-me uma abóbora – disse.

Cinderela lá foi e trouxe a abóbora mais bonita que encontrou. Levou-a para dentro, para a fada madrinha, embora não soubesse como é que uma abóbora poderia ajudá-la a ir ao baile. A fada madrinha fez um buraco e esvaziou a abóbora até ficar só a casca. Tocou-a com a varinha mágica – e a abóbora transformou-se num lindo coche dourado!

Depois a fada madrinha procurou na ratoeira e lá encontrou seis ratos vivos. Ela disse a Cinderela que levantasse a tampa da ratoeira e deixasse os ratos sair, um a um. À medida que eles se arrastavam para fora, a fada tocava-os com a varinha mágica, transformando-os em cavalos lindos, para puxar o coche.»

Adaptado de Charles Perrault em Um Tesouro de Contos de Fadas, Éditions Nathan, Paris (1994): 177. Ilustração de Annie-Claude Martin.

Continuar a ler